Porno Carioca – Vídeos Pornô Grátis, Amador, Vídeos de Sexo. - Os Melhores videos porno, videos de sexo amadores que caiu na net, muita putaria e bucetas. Filmes porno totalmente gratis e caseiros idem xvideos.
Home » Contos »

Conto Porno Nacional – Recepcionista do Motel

Conto Porno Nacional – Recepcionista do Motel

Conto Porno Nacional – Recepcionista do Motel:

Bom, me chamo Alexandre, casado 32 anos Fortaleza CE, corpo atlético e cheio de energia .
certa tarde Passava pela rua a caminho do trabalho que havia fugido pra fumar um baseado as 4: 20 pm,
quando passo perto de uma academia, vislumbro aquela bonequinha linda, branquinha, cabelos negros, seios empinados e toda amostrada com sua roupa de ginastica com um fio dental cravado na bundinha de uma adolescente que no auge dos seus 18 anos rebolava e me olhava como se oferecesse aquele cuzinho pra mim.

Encostei o carro vagarosamente ao seu lado e a primeira pergunta foi, vc é casada? ela disse : Nãããão, Deus me livre.
entao perguntei seu nome Ela se apresentou como DENIZE, percebi seu olhar de gata no cío e dissse: to atrasado pro trabalho, posso ter seu telefone pra te ligar depois do serviço? imediatamente ela me passou o numero, e disse mas ligue mesmo, que eu vou estar esperando as 18 pois é o horario que eu volto pra academia, hj tenho aerobica mais tarde.

Voltei pro trabalho e passei a tarde inteira viajando naquela bundinha linda que tinha praticamente se oferecido pra mim,
não resisti e liguei, ela me atende toda ingenua, dizendo que gostou mto de mim, mas que ficou com medo pq eu tinha cara de lobo mal, e que imagina se eu pegasse ela sozinha, era capaz de rasgar ela todinha. Eu não esperava ouvir aquilo.
fiquei com o pau duro, latejando e desejei forte aquela jovem . aproveiotei a deixa e disse que adorei ver ela com aqueles trajes e que adoaria tirar pra descobrir a cor do fio dental que era quase imperceptivel na marca da calça, ela riu e disse, acabei de tirar aquela roupa, tomei banho e tô escolhenco outra roupa pra ginastica, eu disse que a roupa pouco importava, eu a chuparia por cima e por baixo da roupa, ela se animou e disse que quer só ver, pois cachorro que late não morde assim nos despedimos e aguardamos o fim da tarde.

Dado o fim do expediente saí mais rapido que nunca e resolvi ligar quando chegasse mais proximo, entao liguei da esquina da casa dela , toda animada e ponta pro crime ela vem toda cheirosa e sensualizando me diz vamos pra ginastica cachorrão, eu todo devorador me senti como caça, suas palavras eram bem decididas, ela queria dar e me mostrava isso, parei o carro entao em um lugar mais calmo e trocamos algumas caricias, quando ela pegoou no meu Penis e puxou pra fora da calça, logo disse, noooooooossa, eu nao tenho muita experiencia, esse é omaior e mais bonito pau que eu já senti duro em minhas mao, eu tocava sua buceta e sentia td moolhada, quente e cheirosa. entao liguei o carro e me direcionei ao motel, que lah chegando me empurrou na cama e disse que eu não a tocasse, foi tirando sua roupa sensualizando, dançando e se esfregando em mim, por fim começou a me chupar e dizer que passoua tarde se masturbando pensando em como eu ia fuder o cuzinho virgem dela que ela queria me dar o cuzinho mas que quando viu o tamanho do meu pau havia desistido, eu insisti, coloquei ela de quatro e chupando a buceta e o cuzinho dela enquanto ela rebolava e gemia na minha linguá ouvi ela pedir, come, fode minha buceta, vem meu cachorrão, a bonequinha do papai hj é tua puta fode com força que eu quero sentir vc me rasgando toda, transamos por quase uma hora , batendo forte, gemendo alto e gozei muito, depois do delírio td a excitação da foda, veio a pressa dela, que devia estar na academia e entao começou a apressar pra irmos embora, entao nos vestimos rapidamente e fui ainda sem camisa ate a portaria do motel pagar a conta pois a moça disse que assim fizesse pois estava sozinha no local, quando cheguei e paguei ela me deu um sorriso sacana, e disse que eramos muito barulhentos e que tava com tesao de td que ouviu. fiquei sem jeito mas voltei ao quarto peguei a denize e saimos, no caminho da academia ela deu conta tinha deixado o relógio no motel, imediatamente voltamos, deixei o carro estacionado ao lado de fora, e bati pra entrar, a recepcionista abriu e fechou o portão e perguntou, voltou pra me ver BBzinho lindo?
Eu falei, esqueci algo no quarto, ela disse pois vamos lah que eu já estou indo limpar a sujeira que o senhor fez .
quando ela vai caminhando em minha frente com um vestidinho bem solto e o fio dental marcando a sua deliciosa bunda que devia ter no máximo a minha idade, corpaço a morena de cabelos cacheados cheirosa a oleo de amêndoas, entramos no quarto e passamos a procurar, eu passei por traz dela, deu uma encochada e ela automático soltou um gemidinho e pressionou o pau com aquela bunda maravilhosa, eu perguntei se ela realmente sabia o q tava fazendo, ela disse que sim. eu levantei o vestido dela, coloquei a calcinha de lado e pincelei o pau naquela buceta melada e dei umas estocadas com força, senti logo minhas pernas tremerem e em pouco mais de 2 minutos naquela situação, com o relógio da outra na mão e com o pau gozando dentro da buceta da recepcionista. saí de lá tremendo de tesão mas muito assustado pois não tinha usado a camisinha, dps deixei a denize na academia e fui pra casa, continuei fudendo a novinha e a recepcionista por vários meses..