Porno Gratis – Filmes Porno Brasileiros, Videos de Sexo Nacional, Sexo Amador, Videos Porno. - Porno Carioca. Videos Porno, Videos de Sexo, Xvideos, Filmes XXX, Sexo Amador, Porno, Fotos Amadoras, Porno Gratis, Contos Eróticos.
Home » Contos »

Tara da namoradinha de dupla penetração realizada

Tara da namoradinha de dupla penetração realizada

Sou uma mulher muito discreta, mais que gosta de brincar e manter bons relacionamentos, sou tímida e fico vermelha a toa. Namoro há cinco anos e me dou muito bem com meu namorado, sempre trocamos confidencias sobre fantasias e vontades sexuais com outras pessoas, ele sabe que a minha maior tara era de transar com dois homens ao mesmo tempo, ter dupla penetração e foi assim que aconteceu…

No final de uma quinta-feira de verão combinei com o pessoal do escritório de tomar umas cervejinhas após o expediente, fomos para um bar e ficamos de papo com toda a galera, eu estava com uma saia um pouco mais curta, percebi que um amigo do escritório o Carlos não tirava olho das minhas pernas, depois de várias cervejas um outro amigo, o Leo ofereceu carona para nós, eu e o Carlos um tanto quanto alegre, por conta das cervejas, sentamos no banco de trás e fizemos o Leo de chofer, o Carlos começou a passar de leve a mão nas minhas pernas, eu fui ficando excitada, pedi que ele parasse, mesmo gostando da situação, o Leo que acompanhava tudo pelo retrovisor disse que estava ficando interessante, relaxei e abri um pouca as minhas pernas, as mãos do Carlos percorreram minhas coxas, até que seus dedos alcançaram minha bucetinha que já estava encharcada de tanto tesão.

O Leo que conduzia o carro estava se retorcendo de tesão vendo aquela brincadeira safada no banco de trás do seu carro, quando nos pergunto se nos importaríamos de mudar o percurso, ele nos levou direto para seu apartamento. No elevador vi que dos dois rapazes estavam bem tarados. Ao entrar no ap. Leo disse que era para ficarmos a vontade, sentei no sofá e pedi que tirassem minhas sandálias, pois estavam me machucando, disse que eles já havia se divertido comigo e agora era a minha vez, mandei os dois abrirem as calças e vi dois membros maravilhosos e duros pularam em direção a minha boca, chupei os dois caralhos como louca, lambi a cabeça e engoli até perder o fôlego. Leo arrancou minha blusa deixando os meus peitos pequenos e firme de fora, em quanto me divertia com os paus eles acariciavam meus peitos, sem agüentar de tesão Carlos me colocou de pé e arrancou minha saia me deixando nua, depois deitou no sofá com seu pinto ereto e me puxou, ordenando que eu engolisse seu pau com minha buceta, não perdi tempo, sabia que ali estava a oportunidade que sempre esperei para realizar a minha maior tara.

Equanto pulava loucamente comendo o pau do Carlos, pedi que o Leo trouxesse seu pau na minha boca, caprichei no boquete deixando o seu caralho bem molhado e mandei ele lamber meu cu, deixando bem gostoso, pronto para ser penetrado, ao sentir aquele pau rasgando meu cu quis fugir , os dois me seguram com força, relaxei e comecei a aproveitar, eles fodiam com força, e quanto mais metiam mais um me encharca de gozo, Leo não agüentou de tesão e encheu me cu com sua pora quente, Carlos me jogou no chão e continuou me fudendo, até que tirou seu pau da minha boceta e despejou um jato de pora sobre os meus peitinhos e terminado seu gozo na minha boca, o Leo vendo aquelas lambidas maravilhas que eu dava, não resistiu e trouxe seu pau também para ser lambido, ficando tarado com a situação Leo disse que não perderia a oportunidade de fazer o que sempre teve vontade de fazer comigo, enfiou o pau na minha buceta que estava quente de tanto gozar e fudeu muito até me puxar para cima dele e deixar meu cu a disposição do Carlos, ficamos naquele sanduíche maravilho por mais algum tempo até seu paus explodirem novamente em pora, encheram meu cu e minha buceta.

Fiquei alguns instantes largada no chão sem ter forças para levantar, quando por fim levantei e me dirigi ao banheiro e comecei a me lavar, os dois me seguiram e ficaram de longe me olhando, disseram que sempre falavam ao meu respeito, comentando como seria meu corpo sem as roupas recatadas que costumava utilizar e o que meu namorado acharia a respeito daquilo. Leo se ofereceu para me levar em casa, preferi chamar um táxi, ao chegar em casa ligue para meu namorado, disse que a noite tinha sido muito divertido com meus amigos.

No dia seguinte agimos como se nada tivesse acontecido, no final do dia meu namorado foi me pegar no escritório, fiz questão de apresentar a ele meus dois amigos o Leo e o Carlos, desde então a amizade de nós quatros só aumentou, mais isto é uma outra história.