Porno Gratis – Filmes Porno Brasileiros, Videos de Sexo Nacional, Sexo Amador, Videos Porno. - Porno Carioca. Videos Porno, Videos de Sexo, Xvideos, Filmes XXX, Sexo Amador, Porno, Fotos Amadoras, Porno Gratis, Contos Eróticos.
Home » Contos »

Meu patrão me fodeu encima da mesa da esposa dele

Meu patrão me fodeu encima da mesa da esposa dele

Olá, sou Pâmela e o que vou lhes contar aconteceu aos meus 24 aninhos, morena gostosa que sou , perna grossa, cabelos compridos , bumbum considerado, era casada e diga-se de passagem bem casada, porém, as coisas foram tomando outros rumos, e derrepente meu marido chega e me fala que vai dar um tempo, achei logo que tinha outra e não estava errada , bem, enquanto casada meu marido gostava muito de promover churrascos em casa, aproveitava pra ganhar uns elogios, notava q os amigos dele me comiam com os olhos, já separada um dia dois amigos dele foram pegar agua em casa q era de poço artesiano, enquanto pegavam a agua falavam coisas do tipo, fulano é doido, deixar vc esse mulherão, encheram os baldes e foram embora, como a casa era grande mudei pra um apartamento, certo dia um dos q foram buscar agua, apareceu no meu apartamento com o pretexto de saber onde meu marido estava morando pois precisava falar com ele, falei q não sabia também, foi aí q ele perguntou q ja q estava separada se não queria trabalhar, pois, no escritório q trabalhava tavam precisando de uma pessoa, não precisava, mas, na hora veio na minha cabeça a oportunidade de conhecer gente nova sair daquela situação que estava muito difícil , pois gostava muito do meu marido, então falei que sim, ele falou pra eu ir no outro dia lá que ele iria me apresentar, no outro dia cedo coloquei uma roupa bem sensual, provocante e fui, chegando lá ele me apresentou, fiz um teste passei obviamente, e comecei a trabalhar, era uma agencia de aviação, logo era frequentada por pilotos de avião, e não demorou pra cobrir de gavião querendo me comer, era presentes, convites pra jantar, viajar, logo o carinha q me arrumar a vaga começou a dar encima de mim, então pra retribuir começamos a sair, certo dia ele veio com uma conversa q meu chefe tinha falado pra ele q me achava muito gostosa q ia botar pra me comer q era pra eu ficar esperta com ele, meu chefe era do tipo galã, boa pinta, muito cheiroso, alto magro, só andava bem vestido e era piloto, do tipo irresistível, porém, era casado mas a mulher morava em outra cidade e tinha um caso com a chefa do escritório, por esse motivo ja evitava o máximo olhar pra ele, ou ficar de bate papo, só falava o necessário, pois a chefa era ciumenta demais, ja se passara algum tempo, e a cada dia q passava seus olhares eram mais fuminantes pra mim, e aquilo também já estava mexendo comigo, certo dia antes de sair foi até a mesa da minha chefa e falou algo pra ela e saiu, quando fui saindo minha chefa me chamou e disse q o patrão pediu q chegasse mais cedo pra preparar um relatório pra ele q ia precisar, falei ok e sair, no outro dia cheguei cedinho, falei com o guarda q fazia a segurança, entrei e fui pra sala, abrir a porta quando acendir a luz, levei um baita de um susto meu patrão sentado na minha cadeira, dei um bom dia sem graça ele respondeu cheio de autoridade, levantou foi até a porta trancou e ficou com a chave na mão, perguntei então a ele q relatório q queria, nem bem terminei de falar ele voou encima de mim, me beijando igual um louco metendo sua linguona todinha na minha boca, me mordendo, arrancou minha blusa, depois arrancou minha saia, o cara tava taradão, não me dava tempo pra reação era só ataque, até q ele falou, vc pensou mesmo q eu estava querendo relatório, eu é te fuder sua vadia, venho só observando seu jeito me provocando mais agora vc vai se fuder, sua puta safada, passou a mão por cima da mesa derrubando tudo q tinha encima me pegou pela cintura me deitou encima da mesa e de um só puxão rasgou minha calcinha, e começou a chupar minha buceta, parecia q tava louco, esfregava a cara dele na minha buceta, me chamava de gostosa de puta de vadia era muita loucura, aquilo me deixou louca, e entrei numa sessão de gôzos, só não gritava pra não chamar atenção, mais era muito alucinante, depois de gozar sucessivas vezes comecei a implorar pra ele me comer, ele dizia implora mais sua vadia sua cadela, teu marido é um otário em dispensar esse bucetão, então, levantou puxou minha cabeça pra fora da mesa se posicionou bem enfrente meu rosto, abriu a braguilha e tirou aquele enorme pau de dentro da sunga, arriou a calça um pouquinho juntamente com a sunga, pegou nos meus cabelos e começou a forçar aquela enorme pica na minha boca, esfregava na minha cara aquele pau duro igual ferro, era um pau grande bem comprido, agora não era grosso era médio na grossura mais o tamanho assustava, nunca tinha visto um daquele tamanho, isso me deixou mais louca ainda, ele botou na minha boca começou um vaivém devagar foi acelerando, eu me engasgava com a pica dele, enguiava, chegava a ficar sem fôlego, ameaçava tirar de dentro da minha boca mais o filho da puta precionava minha cabeça com meu cabelo cada vez mais forte, foi quando aumentou o vaivém e começou a urrar igual a um bicho e começou a gozar, depois dos primeiros jatos da sua gala tirou o pau da minha boca e ficou jorrando gala na minha cara no meu cabelo pelos meus peitos o cara perecia um cavalo, fiquei toda lambuzada de gala, então, pediu q limpasse bem limpinho seu pau, q iria fazer um vôo e q no final do expediente voltava pra me comer, q eu me arrumasse q os nossos colegas não iam demorar a chegar, então coloquei minha blusa toda arrebentada e a saia, a calcinha essa tava toda rasgada, o cheiro de sexo era muito forte na sala, então botei um bom ar pra amenizar, fui até toillet, levei meu rosto, passei agua no meu cabelo, retoquei a maquiagem e fui pra cozinha tomar café, pois, no escritório tinha cozinha e um lugar de laser na hora do almoço, logo os colegas começaram a chegar e só depois fui pra sala, com medo da chefa desconfiar, quando entrei ela perguntou se tinha feito o relatório, falei q sim, quis saber de q era falei q era de controle das horas dos motores dos aviões, ela falou legal e começamos a trabalhar, porém, não saía da minha cabeça toda aquela loucura e a última frase q ele falou q no final do expediente ia voltar pra me comer, quando pensava minha buceta contraía, agora frio pra caramba no escritório e eu sem calcinha, minha buceta tava gelada, quando foi lá pra cinco horas da tarde o telefone toca minha chefa atendeu, seus olhos vieram logo pra cima de mim, imaginei q era ele montando mais uma de suas armações, não deu outra, ja estava me preparando pra sair minha chefa fala Pâmela, tem como vc ficar mais um pouquinho pois, o patrão ligou e falou q o relatório q vc fez tava imcompleto pra vc terminar pra ele pois é urgente e muito importante, falei q sim q não tinha problema, ela agradeceu falou q ele ja tava chegando, pensei mal sabe ela ela q aquela monstra pica q fode ela vai foder também, assim q saiu todo mundo ele entrou foi fechando a porta voanado encima de mim e foi dizendo não falei q voltava pra fuder vc, agora vc vai se fuder de verdade comigo sua puta, sua vadia e aquilo me enchia de tesão, arrancou minha roupa fora frouxou seu cinto de cawboy baixou a calça com a sunga até o joelho, andou pro rumo da mesa da minha chefa derrubou tudo q tinha encima, me colocou em pé enfrente a mesa depois deitou meus seios na mesa me fazendo ficar de quatro pra ele, abaixou começou a chupar minha buceta com força, mordia puxava, o cara era louco e aquilo me enloquecia de tesão, logo começou a meter a lingua no meu cú, aquilo começou a me tirar gritos de prazer então não aguentei entrei em outra sessão de gôzos, minha buceta tava ardida, enxarcada do líquido do meu prazer, foi aí q virou pra e trouxe aquela pica ainda meia bamba pra mim chupar agarrei com a duas mãos fui até seu saco, chupei suas bolas e logo aquela enorme pica tava dura q nem pau, voltou pra onde tava, direcionou aquela pica na entrada da minha buceta, segurou bem forte meus cabelos puxando pra ele, e de uma só estocada meteu sua pica na minha buceta, o q me tirou um grito de dor pois doeu bastante, encostou no final da minha buceta foi no útero, e segurou um vaivém acelerado, me recuperei e parroda encaixou, batia na minha bunda, me chamava de puta de vadia era muita loucura rolando eu estava estasiada, depois de algum tempo fudendo literalmente minha buceta pois não sabia se sentia tesão, prazer ou dores, ele parou, tirou sua pica da minha buceta mais vermelha do q tomate maduro, cuspiu no buraco do meu cu, meteu um dedo, depois meteu outro, lubrificou bem meu cú, cuspiu na mão dele passou no pau dele, depois direcionou sua pica pro meu cu, imaginei se na buceta ja doeu como não vai ser no meu cu coitado dele e de mim, então ele segurou novamente no meu cabelo e começou precionando bem devagar foi entarando, entrando aí ele começou um vaivém bem cadenciado, quando tava bem melado sem q me desse tempo pra reação incalcou tudinho no meu cú, aquilo parecia q um punhal tinha entrado no meu cu rasgando todo, dei um grito, filhooooooooooo da putaaaaaaaaaa, tu não ta metendo no teu não seu filho da puta, mais ele não tava nem aí, e ainda falou, morena eu te falei q ia voltar pra te foder, então me refiz, novamente, e deixei ele saciar seus desejos, ele parecia q queria me varar de um lado pro outro socando sua enorme pica no meu cú, depois de algum tempo socando forte no meu rabo começou acelerar o vaivém e logo estava urrando novamente dizendo q ia gozar e gozou dentro do meu cú, depois do gôzo me puxou pro carpete com ele fez eu limpar seu pau chupando, foi aí q tive certeza q ele tinha rasgado meu cú, pois, junto esperma fragmentos de merda sentir gosto de sangue no pau dele, mais limpei bem limpinho, ficamos alguns minutos nos refazendo eu tava zonza de tanto gozar e toda dolorida e ardida, depois me beijou carinhosamente e me falou q foi a mais gostosa foda q ele havia dado q eu era muito gostosa, falei q também nunca tinham me fudido assim, q ele era muito gostoso também, então nos refizemos, dei uma arrumada na mesa da minha chefa e ele me levou pra jantar, depois me levou até o meu apartamento mde deu um beijo enfiando sua liguona na minha boca disse q tinha adorado e foi embora, cheguei no apartamento fui tomar um belo banho e aí também vi sangue na minha urina e no resto de esperma q saiu do meu cú, o filho da puta me fudeu todinha realmente, mais foi uma foda marcante pra mim, passei seis meses nesse trabalho, como imaginei, meu ex ficou todo inciumado me pediu pra sair e como gosto muito dele sair, mas, como falei q no escritório tinha uma cozinha e uma área de laser, vcs podem imaginar quantas fodas rolaram lá e eu posso lhe assegurar q foram muitas, então, até a próxima, bye.